Sobre o caso de polícia – AMB
27/08/2020

A CHAPA 2, NOVA AMB, vem a público manifestar-se sobre a cortina de fumaça criada pela Associação Médica Brasileira, usando notícia de que nos denunciou à polícia.

Ratificamos que todas as informações que divulgamos a respeito do desvio de 50 milhões de reais constam no relatório da empresa KPMG e no inquérito policial que investiga o caso, ambos públicos.  

A informação de uma conta oculta dos registros contábeis da Associação Médica Brasileira integra relatório da KPMG que está disponível no site da AMB.

Em sua página 42, informa:

A conta corrente do Banco do Brasil, 115.688-8 agência 4223-4, desapareceu dos registros contábeis, de janeiro de 2014 até 2018.

Página 42:

“Analisamos a movimentação da razão contábil da conta 1.1.1.02.003 do Banco do Brasil (115.688-8) para os anos de 2009 até 2014 e foi possível observar que o saldo contábil foi zerado em 8 de janeiro de 2014, não ocorrendo os registros contábeis das movimentações dessa conta corrente a partir dessa data”.

Em inquérito policial, às páginas 699 a 710, constam vários documentos assinados por diretores da AMB, a maioria pelo atual diretor financeiro José Luiz Bonamigo Filho, transferindo recursos da conta normal para a conta oculta.

Quanto à movimentação financeira desta conta oculta, voltamos ao relatório da KPMG: 

“Foram observadas 436 transações, entre 2015 e 2018, que totalizam R$ 3.959.163,74. Desses títulos pagos, apenas conseguimos identificar o sacado em 111 casos, que equivalem a 25% do total”.

O relatório da KPMG recomendou, em março de 2019, na página 126:

“A AMB deve solicitar comprovantes e evidências de favorecidos aos bancos relacionados ao trabalho em andamento”.

Até o momento, agosto de 2020, não existe nenhuma informação, em todo o processo, sobre a diretoria da AMB ter se movimentado no sentido de obter tais informações junto aos bancos.

A Chapa 2 exige respostas

Onde foi parar o dinheiro transferido para esse caixa oculto?

Porque a AMB não atendeu a recomendação da KPMG e não buscou essas informações junto ao banco?

Porque a AMB operou um caixa oculto da contabilidade oficial por 4 anos?

A Chapa 2, Nova AMB, quer a verdade!

Por uma AMB transparente e que respeite seus associados.

Chapa 2, Nova AMB