18 de outubro – Dia do Médico
16/10/2020

Caros colegas médicos,

Vivemos mais um 18 de outubro, Dia do Médico. Neste 2020, em particular, a data é mais de reflexão do que propriamente de comemoração. Fomos fortemente impactados pela Covid-19, doença desconhecida e ainda preocupante. Inúmeros colegas da linha de frente foram a óbito, após infectados no exercício da Medicina, enquanto lutavam para salvar vidas. A eles e a seus familiares, empenho homenagens e solidariedade.

Parabenizo igualmente — e expresso gratidão — a cada um dos médicos brasileiros, como cidadãos e profissionais valorosos na luta pela saúde e bem-estar da nossa população.

Compartilho, por oportuno, minha convicção de um 2021 melhor. Eleito que fui recentemente para a Presidência da Associação Médica Brasileira, gestão que se inicia em 2021 e vai até 2023, garanto que teremos uma Nova AMB.

Atuaremos incansavelmente por valorização e avanços essenciais aos médicos, para a estruturação de um serviço de saúde com condições adequadas à boa prática da Medicina e para a assistência de qualidade aos brasileiros.

As eleições, a disputa e a concorrência acabaram. Agora é hora de união, de respeitar a pluralidade de pensamento, focando um rol de ações propositivas, um pacto nacional para a saúde do Brasil e dos brasileiros.

É imperioso avançar – tanto nos sistemas público quanto privado – para a construção de políticas de incentivo e remuneração digna, carreira de Estado, revisão dos parâmetros de formação, valorização de título de especialista, entre outros pontos.

Que em breve futuro, possamos, todos nós, médicos, atuar em uma rede de saúde estruturada ao atendimento de excelência aos brasileiros, com segurança e valorização dos médicos.

Hora de trabalhar para isso, todos juntos.

A propósito, todo dia é dia de médico. Hoje, simbolicamente, comemoramos com cada um dos colegas deste nosso imenso Brasil.

Um abraço respeitoso a todos.